terça-feira, 5 de maio de 2009

Rosa da Tradição? Ou Tradição da Rosa?



Uma rosa

1 comentário:

saudadesdofuturo disse...

Há, porque tem que haver, quem nos sonhe e quem nos preveja em futuros, como quem declina uma antiga gramática de símbolos que, como um colar, andam ligados pelo incriado fundo de onde se reconhece a plenitude; e onde não há distinçãe entre o que não pode ser distinto nem semelhante, mas é aí nesse “fundo sem fundo” que as vozes que ouvimos e deus nos reunem, não sabemos para que fim sem fim. A alma de uma cidade - sabemos - é essa linguagem que silente nos diz mais do que a falar não sabemos, nem calar dizemos. “ A Festa das Rosas” é qualquer coisa que era já antes que o soubesse, e na leitura de tudo quanto sem sentido lembramos, somos de novo a semente, a estaca onde semearemos as rosas.

Deixo a minha gratidão pela rosa e pela pergunta.
Quem sabe não voltaremos a ela?

PS. Retirei, referenciando a fonte, claro, uma parte da notícia sobre a "Festa das Rosas" para encimar um texo de Saudadesdofuturo.

A minha gratidão